(41) 3244-6844 | FALE CONOSCO

Notícias

Do dia

Campanha do SEST SENAT reforça cuidados com a saúde pessoal no transporte público

22.09.2020

 

Sabemos que o momento atual no Brasil exige muito mais do que esforço coletivo para que o transporte coletivo preste seu serviço de maneira segura. Isso passa, claro, por um pacto entre o público e os trabalhadores do setor, que há muito tempo estão se doando para que os impactos da pandemia não atinjam os principais interessados no serviço.

É neste sentido que surge, com realização do SEST SENAT, uma nova campanha: durante a Semana do Trânsito, de 21 a 25 de setembro, haverá uma série de debates e publicações que visam conscientizar a sociedade em torno da importância dos cuidados com a saúde, seja de passageiros ou de profissionais do transporte.

Durante essa campanha, representantes do SEST SENAT estarão distribuídos em mais cem localidades como terminais e pátios de empresa, para fornecer mais informações sobre prevenção ao covid-19 e outras questões pertinentes aos efeitos da pandemia, com apoio de materiais específicos com dicas e esclarecimentos acerca do tema. Além disso, serão oferecidos atendimentos de saúde com foco em odontologia, nutrição, fisioterapia e psicologia.

A campanha vem em um momento peculiar de leve recuperação do setor de transporte, acompanhado por estudos recentes divulgados pela Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (ANTU). Segundo o estudo, o número de passageiros (que vem subindo no último trimestre) não possui relação com o aumento de infectados pelo covid-19 no país, com base em números de 15 sistemas de transporte público em 171 municípios com casos confirmados da doença.

O intuito é de conscientizar, claro, sobre as medidas que precisam ser tomadas por todos em dependências interiores de ônibus, minimizando todo e qualquer risco de contágio. Apesar da imprevisibilidade do vírus, é certo de que boas maneiras e higiene também colaboram para que o ambiente do transporte seja mais seguro para todos.

“O transporte público de passageiros é um dos segmentos mais afetados pela crise, mas, mesmo assim, não parou. Continuou transportando os trabalhadores das atividades que também não podiam parar. As empresas investiram em segurança sanitária, com higienização frequente, disponibilização de álcool em gel e outras tecnologias para dar segurança ao passageiro. Andar de ônibus é seguro sim. O risco de contágio é o mesmo que o de ir a um supermercado e depende, principalmente, de cada um. Assim, com essa campanha, queremos informar a população de maneira correta e deixar a mensagem de que todos nós somos responsáveis pelas seguranças individual e coletiva no trânsito”, destacou o presidente da CNT e dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, Vander Costa, ao site da CNT.