(41) 3244-6844 | FALE CONOSCO

Notícias

Do dia

Campanha de Combate ao Clandestino é lançada pela Abrati

09.11.2020

 

Na última semana, a Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros) apresentou, em coletiva nacional, a Campanha de Combate ao Clandestino. A ideia da ação é reprimir a operação e circulação de empresas não regulamentadas, algo que tem acontecido com maior frequência nos últimos dois trimestres.


A coletiva contou com a presença do presidente da Abrati, Eduardo Tude, e da coordenadora do grupo de marketing da entidade, Letícia Pineschi. Ao todo, 11 estados receberam ações presenciais em terminais rodoviários, além de ampla divulgação de material explicativo nas redes sociais.


O problema das empresas clandestinas tocou de forma sensível o setor do transporte rodoviário, uma vez que a situação já estava complicada desde o início da pandemia do coronavírus, com restrição de operações, cancelamento temporário de várias linhas e diminuição expressiva nos postos de trabalho oferecidos pelas empresas do ramo.


Além de lesar seriamente o transporte coletivo regulamentado, as empresas clandestinas também trazem enorme risco ao passageiro: a falta de vistorias nos veículos e as condições extremas a que os motoristas são submetidos, haja vista que eles não possuem alojamento apropriado para pausas e descanso entre uma viagem e outra. 


Além disso, não são tomadas as medidas de biossegurança implementadas para a redução dos níveis de contágio entre passageiros, algo que é padrão na operação das grandes empresas de transporte rodoviário do país, devidamente autorizadas pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Por fim, inexiste a fiscalização regular dos motoristas clandestinos para aferição de níveis alcoólicos ou de entorpecentes no organismo.


Para mais informações, dados e números pertinentes à campanha, visite o site da Abrati sobre a campanha, clicando aqui.